Credo de um Samurai – Por Sensei Hibino Raifu Masayuki

.

O Sensei Hibino Raifu Masayuki foi o fundador do estilo Shinto Ryu Iaido. E certa vez, disse ele:

 

 “A sua fome não deve controlar as palavras que saem da sua boca.

A sua dor não deve controlar a expressão da sua face.

A sua tristeza não deve controlar a energia que emana do seu corpo.

A sua ira não deve controlar as ações de sua mente.

Não permita que os imprevistos incutam temor no seu coração.

Não permita que o dinheiro insufle apego no seu coração.

Não permita que a comida e a bebida façam de você um escravo.

Mantenha a retidão e não se desvie do caminho.

Faça o que deve ser feito e não se vanglorie dos seus atos.

Que a grandeza da sua pessoa seja vasta como o mar.

Que a determinação em seguir os preceitos seja firme como uma rocha.

Que o estado do seu espírito seja limpo como uma pérola.

Que o caminho que você percorre seja o caminho que os sábios do passado percorreram.

Seja estoico, rigoroso e negue a si mesmo. Mas ao mesmo tempo seja elegante, tolerante e vivaz.

Seja indômito. Mas ao mesmo tempo, seja gentil e humilde.(…)”

 

Sobre o estilo Shinto Ryu 

O Shinto Ryu foi oficialmente fundado na era Edo, em 1864 por Hibino Raifu. Hibino Masayoshi nasceu em Kagoshima, Kyushu (uma das ilhas no Japão). Aos 5 anos mudou-se para a província de Saitama Ken e iniciou seus estudos de Iai e Kenjutsu. Aos 16 anos começou a aceitar alunos. Após sua fundação, o Shinto Ryu começou a se expandir por todo Japão, com suporte tanto para o lado militar quanto para as comunidades culturais.

 .

Colaboração:

www.impressione.wordpress.com

www.febrai.com.br

www.bodhidharma.com.br

.

3 respostas para Credo de um Samurai – Por Sensei Hibino Raifu Masayuki

  1. Israel Félix disse:

    É possível ver o lado URA nas palavras do sensei Hibino Raifu. Isso nos dá uma ideia de quanto ainda temos que aprofundar nossos estudos.

  2. Os ensinamentos de cunho religioso ou não, mas que guardam um direcionamento ético, mostram-nos o quanto nos situamos muito aquém do que lemos, porque, mais do que uma postura ou uma aparência exterior, as verdadeiras conquistas, que são internalizações dos conhecimentos éticos transformam, naturalmente, o ser humano em uma criatura mais humana, mas que não busca nenhuma forma de aplauso, reverência ou adoração, posto que vislumbra horizontes para mais além do que aquele em que está, temporariamente, situado, percebendo que toda vaidade é vã e paralisadora, portanto inútil para quem deseja seguiar adiante, ir mais além.

  3. Mateus disse:

    Eu amo o aikido. Ele é minha vida…

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: