CINEWASA e Solto na Cidade – Cinema na Academia Central de Aikidô de Natal em 03/04/2011

31/03/2011

O tatami da Academia Central de Aikidô de Natal está ficando famoso. A sessão de cinema – Cinewasa – é notícia no mais completo guia cultural da cidade do Natal: “Solto na Cidade”, com o título, Cinema no Tatami. Passem lá e deixem seus comentários. 

No link: http://soltonacidade.com.br/guia/liso_comentario.php?id=102

 

O filme deste domingo, 03 de abril, é o que segue, não faltem.

                                                 ENTRADA FRANCA !!!

Filme: A PARTIDA (2008)

Direção: Yojiro Takita

Origem: Japão

Dia e Hora: Domingo – 03/04/2011 – 18h

Local: Rua João Ferreira de Melo, 2978, Capim Macio, Natal/RN – Fone: 3217-9182

Sinopse:

A trama conta a história de um violoncelista que volta à cidade natal com a esposa depois que a orquestra onde toca é dissolvida. Lá, começa a trabalhar como funcionário funerário e, neste encontro com a “morte”, o jovem descobrirá sentido em sua vida. Ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro.

Colaboração: www.aikidorn.com.br e www.soltonacidade.com.br


CINEWASA – Cinema na Academia Central de Aikidô de Natal em 20/03/2011

17/03/2011

Passado o reinado de Momo, retorna ao seu horário habitual a sessão de cinema da Academia Central de Aikidô de Natal. Venha assistir a mais uma pérola do mestre Akira Kurosawa. ENTRADA FRANCA !!!

 

Filme: SONHOS (Yume – 1990)

Direção: Akira Kurosawa

Origem: Japão

Gênero: Drama, Fantasia

Duração: 119 min.

Dia e Hora: Domingo – 20/03 – 18h30m

Local: Rua João Ferreira de Melo, 2978, Capim Macio, Natal/RN – Fone: 3217-9182

 

Sinopse:

Dividido em oito capítulos – oito sonhos diferentes que dialogam entre si – ‘Sonhos’ traz a peculiaridade contemplativa do cinema do Japão, a música característica e os figurinos exóticos aos olhos do ocidente. Lidando com medos e vontades subconscientes, o filme traz desde um passeio por entre pinturas do holandês Vincent Van Gogh até o recorrente pesadelo nacional com a radiação nuclear. A beleza da natureza e o horror de sua destruição, bem como tradições milenares, são os elementos que arremessavam Akira Kurosawa a níveis cada vez mais altos de criatividade.

Colaboração: www.aikidorn.com.br


%d blogueiros gostam disto: